• Câmara32

11/10/2017 06h12 - Atualizado em 11/10/2017 06h12

11 de Outubro, divisão do Estado do Mato Grosso do Sul

Brasil Escola

Com o processo de divisão do estado do Mato Grosso em duas unidades federativas, ocorreu a fundação do Mato Grosso do Sul. Esse processo ocorreu no dia 11 de outubro de 1977 com a sanção presidencial de Ernesto Geisel, então comandante da ditadura militar que governava o Brasil desde 1964. A divisão em questão só foi concretizada efetivamente em 1º de janeiro de 1979.

Motivos para a criação do estado de Mato Grosso do Sul

Não há um consenso a respeito de todos os motivos que levaram o governo militar a impor a divisão do Mato Grosso, até porque os movimentos “divisionistas” do sul do estado, liderados pela elite ruralista e latifundiária, encontravam-se em momento de baixa atuação e pouquíssimo apoio. Segundo a historiadora Marisa Bitar, os motivos que levaram a ditadura a impor a divisão, sem consulta à população, foram:

a) Impulsionar o desenvolvimento regional e a ocupação territorial;

b) Fortalecer as fronteiras locais com a Bolívia e o Paraguai;

c) Manter uma melhor relação política com o partido da ditadura, o Arena, ampliando a sua base de apoio por meio da criação de mais uma seção.

As críticas e os defensores da divisão do Mato Grosso

Como é de se esperar, a divisão do estado Mato Grosso possui os seus defensores e os seus críticos. Entre os argumentos favoráveis à divisão, cita-se a perspectiva de maior desenvolvimento da região emancipada, haja vista as constantes acusações de que o governo com sede em Cuiabá não fornecia os investimentos necessários para que o sul pudesse desenvolver-se. Entre as críticas da criação do Mato Grosso do Sul, cita-se o fato de a divisão ter sido realizada sem consulta prévia à população, além de ter sido realizada sob circunstâncias puramente políticas e sem o devido planejamento.

Dados do Mato Grosso do Sul

A atual capital do Mato Grosso do Sul é Campo Grande, situada a pouco mais de 700 km de Cuiabá, capital do estado do “norte”. Em virtude das constantes confusões que são realizadas entre um estado e o outro e suas respectivas capitais, o governo tentou modificar o nome do estado de Mato Grosso do Sul para “Estado do Pantanal” no ano de 1998, o que não foi efetivado em face da baixa adesão política e do pouco apoio popular em relação à proposta.

A economia do Mato Grosso do Sul é, atualmente, a décima sétima maior do país e possui um PIB de aproximadamente 49 bilhões de reais, segundo dados do IBGE relativos a 2013. Embora esteja passando por uma fase de crescimento e desenvolvimento industrial, o estado é marcado pela produção agropecuária, que desempenha papel primordial sobre as demais atividades econômicas locais. O destaque vai para a produção de soja e de carne bovina, que torna o território sul-mato-grossense o segundo maior em exportações no país.

Por Me. Rodolfo Alves Pena